Câncer de mama e depressão: estudo mostra os males dessa combinação

Câncer de mama e depressão: estudo mostra os males dessa combinação

 

 

Tristeza e depressão são reações esperadas após o diagnóstico de câncer de mama. A novidade é que, segundo um estudo inglês publicado recentemente, a depressão pode estar ligada a um menor tempo de vida em pacientes com câncer de mama.

A pesquisa inglesa reviu os prontuários de mais de 77000 mulheres com diagnóstico de câncer de mama entre 2000 e 2009 e acompanhou estas pacientes até o final de 2010.

Mais de 420 mulheres já tinham diagnóstico de depressão antes do câncer. Comparando estas mulheres com outras sem historia de depressão, cinco anos após o diagnóstico de câncer 55% das pacientes com depressão estavam vivas, contra 75% das sem depressão.

Outro grupo com mais de 530 recebeu o diagnóstico de depressão depois do câncer e nestas pacientes o risco de morte por qualquer causa foi 45% maior quando comparado a outras mulheres de características semelhantes.

Comportamentos mais comuns em pessoas deprimidas como por exemplo estilo de vida menos saudável e menor compromisso com o tratamento e autocuidado podem estar relacionados aos achados do estudo.

É importante destacar que apesar de ter provado a ligação entre a depressão e a maior mortalidade em pacientes com câncer de mama o estudo não pode afirmar que é uma relação de causa e efeito.

Bibliografia:

https://www.nlm.nih.gov/medlineplus/news/fullstory_156163.html

 

Autores:

Dra Maria Helena Rangel

Médica residente do serviço de oncologia Clínica Hospital Felicio Rocho

Dr. Volney Soares Lima
CRM MG 33029 / RQE 15235

Médico Oncologista Clínico do Hospital Felicio Rocho, da clinica Oncocentro BH, da Urológica e do IPSEMG

Membro Titular Sociedade Brasileira Oncologia Clinica

 

Comments (2)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *