Afinal quanto de bebida alcoólica podemos ingerir?

Afinal quanto de bebida alcoólica podemos ingerir?

Todos sabemos que o consumo de bebidas alcoólicas é um fator de risco para diversos tumores. Não podemos negar porém que tomar uma cerveja gelada com amigos em um churrasco ou uma taça de vinho com a namorada  é fonte de alegria e prazer para muitos de nós. Então, será que existe uma quantidade segura de bebida alcoólica que podemos ingerir em uma semana? 

O governo do Reino Unido publicou na última semana uma atualização de suas orientações quanto ao consumo de álcool. Neste documento, o governo enfatiza que qualquer quantidade de bebida alcoólica ingerida aumenta o risco de uma série de cânceres como câncer de boca, garganta, esôfago, intestino, mama e fígado. Há também uma forte suspeita de ligação do álcool com alguns tipos de linfoma, câncer de rim e câncer de pâncreas.

O principal objetivo do governo inglês com estas orientações é manter a população informada sobre como manter o uso do álcool em um nível seguro.

Dois tipos de consumo são sabidamente nocivos:

– Consumo regular de bebida alcoólica em qualquer quantidade

– Consumir bebida alcoólica até se embriagar

Enquanto os riscos do álcool aparecem em volumes cada vez menores os benefícios ficam mais distantes: o grupo concluiu que não há motivo para indicar a ingestão de álcool por motivos de saúde.

Para reduzir o risco de doenças do fígado e de câncer, o governo inglês mudou as antigas recomendações e mudou o consumo máximo de álcool por semana para 14 unidades. Isto equivale a um consumo semanal de no máximo:

– 3,5 litros de cerveja

– 350 ml de uísque

– 1 litro de vinho

Importante também é destacar que o consumo deve ser distribuído ao longo de pelo menos três dias, e que “economizar” o volume da semana para ingerir em um ou dois dias também é maléfico. Outra questão importante é que o risco de câncer está relacionado ao álcool, então não adianta variar entre as bebidas alcoólicas.

Doenças do coração, doenças do fígado e mortes por causas violentas (acidentes e brigas) também estão ligadas ao consumo de bebida alcoólica.

Bibliografia:

https://www.gov.uk/government/news/new-alcohol-guidelines-show-increased-risk-of-cancer

https://www.gov.uk/government/uploads/system/uploads/attachment_data/file/489795/summary.pdf

Autores:

Dra Maria Helena Cruz Rangel  Da SilvaCRM MG 49563  /RQE  28713

Médica residente do serviço de oncologia Clínica Hospital Felicio Rocho

Dr. Volney Soares Lima
CRM MG 33029 / RQE 15235

Médico Oncologista Clínico do Hospital Felicio Rocho, da clinica Oncocentro BH, da Urológica e do IPSEMG

Membro Titular Sociedade Brasileira Oncologia Clinica

Comments (2)

  1. Caro Bosco, obrigado pela presença.
    Cada um faz suas escolhas na vida.
    Uma taça de vinho de vez em quando não é prejudicial, eu particularmente gosto de um bom vinho!
    Hoje em dia a obesidade é uma fator de risco para o câncer mais importante do que o álcool
    Acredito que o principal é levar uma vida equilibrada.
    abraço
    Volney Soares Lima

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *