FalandoSobreCâncer

A obesidade e o câncer

A obesidade e o câncer

 

A obesidade é responsável por milhões de doentes com diabetes tipo 2, doenças do coração e derrame. A obesidade hoje em dia é um dos principais fatores de risco para vários tipos de câncer (clique aqui). Vejam o que espantou as autoridades inglesas recentemente: são esperados mais de 670 mil novos casos de câncer no Reino Unido ligados a obesidade nos próximos 20 anos.

Leia Mais

Câncer de próstata: diferenças entre negros e brancos

Câncer de próstata: diferenças entre negros e brancos

O câncer de próstata é o câncer mais comum no homem (excluindo o câncer de pele). Dados da literatura sugerem que os homens negros apresentam maior mortalidade por câncer de próstata quando comparado com os homens brancos. As razões para isso ainda não estão totalmente esclarecidas. Hoje falaremos sobre um importante estudo conduzido pelo grupo de urologia da Havard Medical School que mostra as diferenças entre os negros e os brancos (não-hispânicos) submetidos a cirurgia de próstata nos Estados Unidos.

Leia Mais

A história de uma medicação heróica!!!

A história de uma medicação heróica!!!

Para relaxar um pouco e tentar mesclar conhecimento e distração vamos conversar um pouco sobre o trastuzumab. A história dessa droga, cujo nome comercial é Herceptin, já foi tema de um filme: Uma Chance para Viver (clique aqui). Vamos contar por que esse medicamento foi tão importante para o tratamento do câncer de mama.

Leia Mais

Afinal quanto de bebida alcoólica podemos ingerir?

Afinal quanto de bebida alcoólica podemos ingerir?

Todos sabemos que o consumo de bebidas alcoólicas é um fator de risco para diversos tumores. Não podemos negar porém que tomar uma cerveja gelada com amigos em um churrasco ou uma taça de vinho com a namorada  é fonte de alegria e prazer para muitos de nós. Então, será que existe uma quantidade segura de bebida alcoólica que podemos ingerir em uma semana? 

Leia Mais

Câncer de testículo: boas notícias

Câncer de testículo: boas notícias

De 7-9 de janeiro/2016 aconteceu em San Francisco, California, o congresso de tumores urológicos da Sociedade americana de Oncologia (ASCO GU). Foi apresentado um interessante estudo conduzindo por pesquisadores do Canadá que avaliou pacientes com Câncer de testículo metastático. Eles concluíram que pacientes com câncer de testículo metastático que permanecem sem sinais de doença após dois anos  tem uma excelente probabilidade de permanecerem curados.

Leia Mais

Câncer de próstata: tratamento com aumento de sobrevida!

Câncer de próstata: tratamento com aumento de sobrevida!

Nessa semana (7-9 de janeiro de 2016) está acontecendo em San Francisco, California, o congresso da Sociedade Americana de Oncologia Clínica voltado para tumores urológicos (ASCO-GU). Reportaremos aqui algumas importantes novidades apresentadas nesse evento, iniciando com o câncer de próstata, o mais frequente dos tumores urológicos.

Estudo RTOG 9601 mostrou aumento de sobrevida em pacientes com câncer de próstata que apresentam recidiva bioquímica após cirurgia radical, quando tratados com radioterapia + hormonioterapia associados!!!

Leia Mais

Sobreviventes do câncer infantil e o risco de câncer de mama

Sobreviventes do câncer infantil e o risco  de câncer de mama

Cerca de 80% das crianças diagnosticadas com câncer antes dos 21 anos são curadas. Atualmente existem cerca de 388.000 sobreviventes do câncer infantil nos Estados Unidos.Alguns desses sobreviventes apresentaram no futuro um novo câncer. O câncer de mama é o tumor mais comum entre as meninas que  ficaram curadas de um tumor na infância.

Leia Mais

Sobreviventes do Linfoma: risco de um novo câncer

Sobreviventes do Linfoma: risco de um novo câncer

A combinação de várias drogas e radioterapia usada desde a década de 60 para o tratamento do linfoma, um tipo de câncer do sangue, aumentou absurdamente a taxa de cura da doença, porém a cura teve seu preço. Sobreviventes do Linfoma de Hodgkin têm risco aumentado para outros cânceres relacionados com o tratamento do linfoma até 25 anos após o inicio do tratamento.

Leia Mais

Câncer de ovário: o tempo para iniciar a quimioterapia pode ser importante

Câncer de ovário: o tempo para iniciar a quimioterapia pode ser importante

Os tumores epiteliais de ovário sâo tumores ginecológicos frequentes. Atualmente a maioria dos casos de câncer de ovário é diagnosticada em uma fase mais avançada da doença. O tratamento cirúrgico é a arma mais importante e já se sabe que a qualidade da cirurgia ( aquela que nâo deixa lesões tumorais residuais visíveis) é um importantíssimo fator prognóstico no câncer de ovário. Após a cirurgia normalmente o paciente precisa fazer tratamento quimioterápico. Porém até o presente momento nâo se sabe qual o tempo ideal para o inicio da quimioterapia.

Leia Mais