Câncer de mama e estilo de vida: mitos e verdades – 2ª Parte

Câncer de mama e estilo de vida: mitos e verdades – 2ª Parte

Hoje encerramos esta série sobre câncer de mama e estilo de vida falando sobre a soja e como a mudança de estilo de vida pode afetar as chances do câncer de mama em mulheres com e sem a mutação.

A maioria dos cânceres de mama é estrogênio dependente, ou seja, eles crescem com o estímulo deste hormônio feminino. Alimentos a base de soja contêm uma substância chamada isoflavona que têm efeitos ora semelhantes ora contrários ao estrogênio que resultam em inibição do crescimento das células do câncer em testes de laboratório.

Para averiguar se tal benefício seria também visto nos seres humanos uma análise combinada de 14 estudos envolvendo mais de 350 mil mulheres provou que a ingestão de 5g de soja por dia garante uma redução de 4% no risco de desenvolver a doença. Contudo este ganho foi maior na população asiática e não foi comprovado em mulheres do ocidente.

A mutação nos genes BRCA 1 e BRCA 2, os culpados pela mastectomia da atriz Angelina Jolie, conferem risco aumentado de desenvolver neoplasias ao longo da vida, inclusive a neoplasia de mama. Um estudo retrospectivo realizado na Islândia mostrou que entre os anos de 1920 e 2000 a taxa de câncer de mama nas mulheres com a mutação nestes genes quase quadruplicou. Este aumento foi atribuído a mudanças no estilo de vida, incluindo a redução do número de filhos. Esta hipótese ganhou força após a publicação de um estudo realizado em Nova York que demonstrou uma redução de 61% no risco de morte por câncer de mama em mulheres que aderiram um estilo de vida com ingesta de álcool reduzida, peso adequado e atividade física.

Ao longo das últimas três semanas percebemos que um estilo de vida saudável pode ser um forte aliado na prevenção do câncer de mama, até mesmo naquelas mulheres com risco elevado. Praticar atividade física, não fumar, consumir bebidas alcóolicas com moderação e evitar o sobrepeso ajudam também na prevenção de demências, diabetes e doenças do coração. Escolher viver bem agora pode ser a chave para se viver bem no futuro!

Bibliografia: Educational Book, ASCO 2015. Artigo: Can diet and lifestyle prevent breast cancer?

 

Autor:

– Dra Maria Helena Rangel

Médica residente do serviço de oncologia Clínica Hospital Felicio Rocho

– Dr. Volney Soares Lima
CRM MG 33029 / RQE 15235

Médico Oncologista Clínico do Hospital Felicio Rocho, da clinica Oncocentro BH, da Urológica e do IPSEMG

Membro Titular Sociedade Brasileira Oncologia Clinica

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *