Nutrição

Receitas Hipercalóricas e Hiperprotéicas

Receitas Hipercalóricas e Hiperprotéicas

A desnutrição é comum nos pacientes com diagnóstico de câncer, e apresenta um grande obstáculo ao tratamento uma vez que aumenta o risco de toxicidade aos medicamentos, chances de infecção, atrasos nos ciclos de quimioterapia, dentre outras complicações.

Caso perceba que a perda de peso e principalmente de massa muscular está constante, uma alimentação enriquecida em calorias e proteínas poderá auxiliar a minimizar este quadro.

Leia Mais

Consumo de fibras alimentares e o câncer de mama

Consumo de fibras alimentares e o câncer de mama

O câncer de mama é o tipo mais comum de câncer em mulheres, com 1,4 milhões de novos casos diagnosticados no mundo inteiro em 2008, sendo 23% de todos os casos de câncer e 14% de causas de morte por câncer em mulheres. A incidência do câncer de mama aumenta com a industrialização e urbanização, e são maiores em países desenvolvidos do que naqueles em desenvolvimentos ou subdesenvolvidos.

Leia Mais

Receitas de sucos para combater a anemia

Receitas de sucos para combater a anemia

A deficiência de ferro é uma das causas mais comuns da Anemia. Para combatê-la devemos enriquecer nossa alimentação com alimentos que contenham ferro e principalmente que façamos uso da forma correta, garantindo sua boa absorção pelo nosso organismo.

Os alimentos enriquecidos em cálcio dificultam a absorção de ferro já que ambos entram nas células pelo mesmo mecanismo de ação, enquanto que a vitamina C potencializa o poder de absorção, tornando-se desta forma um potente aliado no combate da Anemia.

Contamos abaixo com algumas receitas de sucos que garantem essa associação tão benéfica:

Leia Mais

A Obesidade como fator de risco para Câncer

A Obesidade como fator de risco para Câncer

O Câncer e obesidade são duas das principais epidemias globais da atualidade. Quando se encontram num mesmo indivíduo, os efeitos são nocivos: a obesidade é o segundo maior fator de risco evitável para o câncer, perdendo apenas para o tabagismo, e a mortalidade do câncer é maior na população obesa. A obesidade, definida como um índice de massa corporal (IMC) maior do que 30 Kg/m2 (peso dividido pelo quadrado da altura), é hoje o maior problema de saúde pública nos países desenvolvidos e em desenvolvimento. Esta epidemia afeta as pessoas de todas as idades, níveis sócio-econômicos e raças. Levantamento realizado pelo Ministério da Saúde entre 2002 e 2005 mostra que 40% da população brasileira têm excesso de peso. Este número é o dobro do verificado em 1974. Ao mesmo tempo, 37% da população é insuficientemente ativa ou sedentária. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a obesidade está correlacionada ao aumento não só do risco de diabetes, doenças cardiovasculares (infarto e derrame) e de gordura no fígado (esteatose hepática), mas também do risco de câncer de cólon, rins, vesícula, esôfago, pâncreas e mama (neste último caso, sobretudo entre mulheres na menopausa). Obesidade tem sido estimada causar 20% de todos os cânceres (Wolin e cols., 2010).

Leia Mais

Câncer: você está desnutrido?

Câncer: você está desnutrido?

O Câncer e a Desnutrição:

Em muitos casos, um dos primeiros sintomas  do câncer é a falta de apetite.  Usualmente, a preferência por alimentos mais amolecidos, mais fáceis de comer, leva à perda de peso e emagrecimento. O que muitos não sabem, é que esse emagrecimento, às vezes até desejado, não é uma perda saudável, com diminuição de gordura, e sim perda de massa muscular, de proteínas.

Leia Mais

Orientações e Receitas para os dias de Quimioterapia

Durante os dias de quimioterapia, opte por uma alimentação mais leve, pois alguns quimioterápicos podem apresentar efeitos colaterais como náuseas e vômitos. Escolha preparações que não exijam muito do processo de digestão, se tornando ideais para estes dias as sopas, chás e gelatinas. Abrande as fibras pela cocção, evite alimentos fermentescíveis como o repolho, couve flor, pimentão, pois podem causar desconforto abdominal. Evite volume grande de líquidos e alimentos em um mesmo horário, fracionando as refeições de 1 em 1 hora ou no máximo de 2 em 2 horas com pequenas porções e ingira os líquidos em pequenos volumes também várias vezes ao dia (exceto junto às grandes refeições).

Leia Mais

Alimentação e Câncer

Alimentação e Câncer

O câncer vem se tornando um evidente problema de saúde pública, sendo recentemente estimado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para 2030, uma média de 27 milhões de casos, 17 milhões de mortes pela enfermidade e 75 milhões de pessoas vivas, anualmente, portadoras da doença. Tendo em vista tais números, medidas preventivas devem ser implementadas visando a redução da carga do câncer. 

Leia Mais