Nivolumab quadriplica o tempo de vida em pacientes com câncer de pulmão

Nivolumab quadriplica o tempo de vida em pacientes com câncer de pulmão

Publicado recentemente dados de seguimento mais longo em relação ao tempo de vida dos pacientes com câncer de pulmão não pequenas células que foram tratados com nivolumab. A taxa de sobrevida atingiu 16% em 5 anos, sendo que antes da imunoterapia era entre 4%. O nivolumab constitui uma das novas armas da oncologia, a imunoterapia, que vem apresentando bons resultados em relação a quimioterapia convencional contra alguns tipos de tumores. A droga já é aprovada no Brasil nesse cenário.

Como já apresentado em outras postagens no site, o nivolumab é um imunoterápico, com mecanismo de ação diferente das outras drogas em oncologia. Simplificando, ele estimula o organismo do paciente a lutar conta o tumor.

Os dados foram publicados no Journal of Clinical Oncology sobre um estudo ainda inicial e com poucos pacientes, mas já com dados positivos. Foram recrutados 129 pacientes portadores de câncer de pulmão avançado, do tipo não pequenas células, que já haviam sido submetido a outros tratamentos com quimioterapia. O estudo avaliou a dose do medicamento. Paciente foram divididos para receber 1,3 ou 10mg/kg da medicação a cada 2 semanas, por até 2 anos. A sobrevida foi maior nos grupos de maior dose.

Os pacientes que mais se beneficiaram da droga foram que aqueles com mais de 50% de PD-L1, que é uma proteína expressa pelo tumor. Aparentemente, tumores com grande expressão de PD-L1 tem maior resposta a droga. Mas ainda em tumores com menor expressão de PD-L1, houve resposta. Estamos em busca de um marcador mais fidedigno para saber quem mais se beneficiará da droga. Outro dado interessante do estudo é que alguns pacientes apresentaram resposta sustentada mesmo após retirada da droga.

Apesar de animadores, ainda precisaremos aguardar a confirmação desses dados em estudos maiores e mais expressivos. Aguardemos ansiosos e esperançosos.

 

http://ascopubs.org/doi/10.1200/JCO.2014.58.3708

 

Autora

Dra. Milena Macedo Couto. CRM 57978

Médica residente do serviço de oncologia do Hospital Felicio Rocho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *