Vitamina D e a progressão do câncer de intestino.

Vitamina D e a progressão do câncer de intestino.

O estudo Sunshine recentemente apresentado no congresso da sociedade americana de oncologia em junho/2017  mostrou que altas doses de vitamina D diminuíram o tempo de progressão do câncer de intestino metastático em relação a ingesta em baixa dose.

A vitamina D é produzida a partir da exposição solar e através da ingesta de alguns alimentos (principalmente ovos e peixes como atum, sardinha, salmão). Ela é essencial no metabolismo do cálcio e fósforo, regulando a massa óssea. Há algumas hipóteses de que há maior mortalidade por alguns tipos de câncer em países com menor exposição solar, em que as pessoas apresentam níveis de vitamina D mais baixos. Estudos vem sendo conduzidos para tentar investigar essa hipótese.

Foram apresentados dados de um estudo com 150 pacientes portadores de câncer de intestino metastático que ainda não haviam recebido nenhum tipo de tratamento. Após o recrutamento,  os pacientes iniciaram quimioterapia com FOLFOX e Bevacizumab. Foram separados dois grupos: um com altas doses de vitamina D e outro com baixas doses, ambos associados a quimioterapia. Os pacientes que receberam doses altas demoraram 13,1 meses comparados a 11,2 meses do grupo em dose baixa para que ocorresse progressão de doença, ou seja, 2 meses.

Pacientes no grupo da dose alta de vitamina D receberam 8000 unidades internacionais (UI) diariamente por duas semanas seguido de 4000 (UI). Já os pacientes do grupo de baixas dose receberam 400 (UI) por dia.

A grande vantagem da Vitamina D é que é uma medicação barata e com poucos  efeitos colaterais nessa dose. Os oncologistas cada vez mais devem ficar atentos a dosagem e reposição de vitamina D..

Ref:

SUNSHINE: Vitamin D Slows Colon Cancer Progression – Medscape – Jun 07, 2017.

 

Autores

Dra. Milena Macedo Couto. CRM 57978

Médica residente do serviço de oncologia do Hospital Felicio Rocho

Dr. Volney Soares Lima
CRM MG 33029 / RQE 15235
Médico Oncologista Clínico do Hospital Felicio Rocho e da clinica Oncocentro BH
Membro Titular Sociedade Brasileira Oncologia Clinica

Comments (1)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *