Voçê tem um bom plano de saúde?

Voçê tem um bom plano de saúde?

Essa semana aconteceu algo que me deixou realmente muito chateado. Um plano de saúde negou o tratamento de uma paciente minha. Com 15 anos de trabalho como oncologista isso não deveria me irritar mais! Mas dessa vez o plano negou um tratamento que já estava em curso e funcionando! Era uma paciente jovem com um câncer de mama muito agressivo. Eu já havia utilizado dois tipos de quimioterapia e a doença progredia mesmo assim, a paciente piorava.

Como terceira opção optei por utilizar uma medicação associada à quimioterapia. Felizmente houve uma melhora rápida. Com um mês a paciente, que usava doses altas de medicamentos para dor e respirava com dificuldade, parou de usar opioídes e passou a respirar bem melhor.

Mas, mesmo assim, o plano de saúde passou a não autorizar mais a medicação. Possivelmente por se tratar de uma medicação cara. A justificativa que o plano deu não procede no meu entender.
Contei essa historia real para motivar uma conversa sobre planos de saúde. O câncer é uma doença muito comun e, infelizmente, provavelmente voçê ou alguém da sua familia vai ter esse diagnóstico. Então eu te pergunto:voçê tem um bom plano de saúde?
Para te ajudar a responder esse questionamento selecionei algumas perguntas que voçê deveria fazer ao seu plano de saúde.(válido aqui para tratamento de câncer exclusivamente).

Seu plano de saúde é participativo? Qual o percentual do tratamento você tem que pagar?  

Não tem nada de errado em ter um plano participativo. Eles são muito comuns e são perfeitamente legais. O grande problema é que os tratamentos contra o câncer são muito caros e você poderá ter que arcar com um valor elevado todo mês. Muitas vezes na hora de fechar o contrato você não é informado sobre isso.

Um bom plano de saúde no meu entender deveria ser transparente e claro em seus contratos.

Seu plano de saúde atualiza seus protocolos de tratamento para câncer com frequência?

A cada ano surgem novos medicamentos, exames e novas tecnologias que auxiliam no combate ao câncer. Muitas vezes os planos de saúde não conseguem atualizar seus protocolos de tratamento a tempo hábil e mesmo assim querem que os médicos e prestadores de serviço sigam esses protocolos.

Um bom plano de saúde deveria atualizar seus protocolos pelo menos anualmente.

Seu plano de saúde possui equipe de auditoria especializada na área de oncologia?

Um tratamento para ser autorizado pelo plano de saúde normalmente tem que passar pela avaliação de um auditor. Só que na maioria dos casos quem faz auditoria das contas de oncologia são médicos de outras áreas, como por exemplo pediatras, ginecologistas, clínicos gerais, etc. Eu sou oncologista e não me sinto capaz de avaliar nenhuma conta na área de ginecologia por exemplo. Será que um ginecologista pode ser capaz de avaliar aspectos específicos do tratamento oncológico?

Um bom plano de saúde deveria ter oncologistas auditando os pedidos de tratamento oncológico.

Os auditores do seu plano de saúde são acessíveis?

Muitas vezes é impossível falar com um auditor e explicar o caso de um paciente. Muitas vezes são exigidos relatórios para explicar algo óbvio. A quantidade absurda de relatórios inferniza a vida do médico e atrasa o tratamento do paciente. Na maioria dos casos uma conversa por telefone resolveria o problema. Quem não tem telefone hoje em dia?

Um bom plano de saúde deveria ter auditores acessíveis e não pessoas escondidas em escritórios de empresas terceirizadas.

Seu plano de saúde contempla tratamento para doenças raras e situações específicas de doenças?

Muitas vezes os planos de saúde exigem o embasamento de um grande estudo científico para autorizar um tratamento médico. Em determinadas situações, como por exemplo tumores poucos comuns, não existe um bom nível de evidência científica. Isso ocorre pelo baixo número de casos. Nessas situações o que seria ideal é um bom diálogo entre o plano de saúde e o médico do paciente.

Seu plano de saúde cumpre o Rol da ANS?

O rol da ANS lista os procedimentos mínimos que o plano deveria cumprir. Já presenciei situações em que o plano seguia seu protocolo (como eu falei desatualizado) e não o rol da ANS.

Um bom plano de saúde deve cumprir o rol da ANS.

Bom, eu acho que com essas perguntas você consegue selecionar um  plano de saúde no que diz respeito ao tratamento do câncer.

Por fim uma última colocação: os tratamentos oncológicos são realmente muito caros. Porém nem os médicos nem os pacientes tem culpa disso. Na minha opinião os planos de saúde deveriam brigar por melhores preços junto às agencias regulatórias e indústria farmacêutica.

Autor:

Dr. Volney Soares Lima
CRM MG 33029 / RQE 15235
Médico Oncologista Clínico do Hospital Felicio Rocho e da clinica Oncocentro BH
Membro Titular Sociedade Brasileira Oncologia Clinica

 

 

 

 

Comments (10)

  1. Você , além da altíssima competência, é muito humano. Não surpreendo com sua inquietação diante do caso da sua paciente. Agradeço a Deus, por ter um médico, como você, me acompanhando.

  2. Faço minhas as palavras da Crisitiane Barroso. Dr. Volney é realmente um excelente médico e o responsável por eu estar aqui viva e super bem de saúde. Tb tive um câncer de mama super agressivo, mas graças ao tratamento que ele me ministrou estou aqui com minhas filhas e minha familia. Minha filha caçula tinha apenas 5 meses de vida quando iniciei as quimioterapias. Hoje ela está com 3 anos. Como não tenho como retribuir ao Dr Volney, rezo e peço a Deus todos os dias que abençoe sua vida e de sua família. A ele me eterna gratidão!!!

  3. Marineide Sarmento fagundes - Responder

    Agradeço a Deus todos os dias, por colocar pessoas como vc no meu caminho. Sua indignação só demostra o médico competente e humano que vc é . Muito sabia a sua colocacao. É muito bom saber de todas essas informações passadas por vc quanto ao plano de saúde. Com certeza irá ajudar muita gente na hora de escolher. Deus o abençoe continuamente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *